Eficiência na gestão do condomínio. Como fazer?

Eficiência na gestão

A eficiência na gestão do condomínio deve ser encarada com profissionalismo, independente se o responsável pela administração possui ou não especialização adequada para exercer a função. Pelo fato de haver uma série de regulamentações e condutas a serem seguidas, a atividade se torna bastante desafiadora e é cada vez mais comparada à administração de uma empresa. Ao realizar uma gestão de condomínio eficiente, o síndico passa a ter mais tranquilidade em sua rotina para dar andamento nas atividades.

Por esse motivo, a profissionalização da gestão de condomínios já é uma realidade em grande parte dos empreendimentos de todo o país. Para auxiliar o síndico a compreender quais ações são essenciais para promover uma gestão de condomínio eficiente, reunimos dicas práticas e comece agora mesmo!

1. Manter atualizada a manutenção preventiva durante a gestão

Na previsão orçamentária anual, o síndico deve considerar a manutenção predial preventiva entre os custos necessários para manter o bom funcionamento do condomínio. Para isso, é importante realizar constantemente uma análise de risco estabelecer um plano estratégico de manutenção. Assim, é possível determinar quais ações deverão ser executadas a curto, médio e longo prazos durante a gestão. Essa prática contribuiu para minimizar riscos operacionais e possíveis despesas com danos à instalação e áreas comuns ocasionados pela falta de cuidado.

2. Antes da contratação de produtos e serviços, fazer uma avaliação dos fornecedores

Ao contratar uma prestadora de serviço é importante se atentar ao preço, mas não esquecer de prezar pela qualidade dos produtos e serviços oferecidos. Principalmente quando se trata de soluções de segurança condominial. Além disso, recomenda-se que seja realizado ao menos três orçamentos com distintos fornecedores. No contexto da segurança, busque contratar uma empresa referenciada no mercado, que forneça suporte na instalação e no uso efetivo da solução escolhida.

3. Mediação de conflitos, mantendo uma boa comunicação com todos os moradores

Uma boa gestão de condomínio exige do síndico comprometimento para conseguir lidar com os principais deveres que fazem parte da gestão de condomínio. Para isso, manter um bom relacionamento com todos os moradores e uma comunicação eficaz é fundamental para promover uma administração eficiente e transparente.

A convivência entre tantas pessoas pode gerar conflitos de diferentes âmbitos, por isso o ideal é que o síndico tenha um perfil imparcial e conciliador para lidar com situações que envolvem desde a cobrança de condôminos inadimplentes até questões ligadas à convivência entre moradores.

4. Transparência e eficiência na prestação das contas 

Parte do processo de transparência, a prestação de contas anual do condomínio, é obrigatória conforme o Art.1348, VIII, do Código Civil. É de atribuição do síndico ordenar e justificar todas as movimentações financeiras de sua gestão.

Assim, a prestação de contas deve ser apresentada pelo síndico, durante a assembleia geral. Isso não significa que toda a montagem e estruturação do processo deve ser feita só por ele, o assistente condominial (se houver), o subsíndico e até mesmo moradores podem ajudar no desenvolvimento dessa documentação.

Certamente, todas essas práticas garantem uma maior eficiência na gestão do condomínio e proporcionam ainda a redução de custos operacionais e a satisfação dos moradores.